Da terra do queijo, da goiabada cascão, do tradicional doce de leite, Dona Lucinha, filha do Serro, região do ciclo do ouro e do diamante, nasceu para nos apresentar uma das mais saborosas comidas típica mineira. De uma família de quituteiras, Dona Maria Lúcia Clementino Nunes coloca na mesa além dos sabores do alimento. Ela nos apresenta história, nos apresenta a tradição de Minas.
Mãe de onze filhos, foi professora, salgadeira, doceira, quitandeira, feirante, vereadora. Para a sorte de todos os opsófagos, resolveu seguiu sua maior vocação, a de chef de cozinha, possibilitando que os prazeres da boa comida fossem intensamente vivenciados nos restaurantes Dona Lucinha.
Ela aprendeu, compreendeu e nos ensina – brasileiros e estrangeiros – a importância de preservar a cozinha de origem, mostrando que cultura alimentar, desde os tempos coloniais de Minas, é processo imprescindível para apreciar um prato. Dona Lucinha é tradição, é mulher guerreira, é história. Ela completa 85 anos em 2017, com o reconhecimento de todos os mineiros por mostrar ao mundo não apenas a diversidade da nossa culinária, como também por ser uma das guardiãs da gastronomia mineira.

Compartilhar:

3 comentários

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *.