DestaquesDR'OPST’OPS

CERVEJA ARTESANAL MINEIRA ENTRE AS MELHORES DO MUNDO

Minas Gerais ocupa posição no cenário nacional da cerveja artesanal, não só no volume de produção – 1,5 milhão de litros/mês, como também no número de microcervejarias – 61 unidades registradas. E o viés é de alta. Segundo projeções do SindBebidas-MG, o setor deve ter crescimento de 14% em 2017, com crise e tudo. O sucesso, entretanto, não se restringe aos números. A alta qualidade na produção da bebida fermentada mineira tem feito com que nossos produtores marquem presença nos pódios de concursos mundo afora. O reconhecimento do mercado cervejeiro inspira a criação de novas marcas e novos rótulos, fazendo girar a roda do empreendedorismo e acrescentando alternativas a uma lista de produtores e de produtos que não para de crescer.

18 rótulos de quatro cervejarias mineiras foram premiados no World Beer Awards, realizado em Londres, no início de agosto. O concurso premia as melhores cervejas do mundo em 72 categorias diferentes. Foram avaliados 1.900 rótulos, de 36 países, em testes às cegas, nos quais o julgador classifica os produtos de olhos vendados. Nada mal para uma atividade econômica emergente, que teve início em Minas há não mais de 20 anos, quando a pioneira Krug Bier instalou sua microcervejaria em Belo Horizonte.

Mas o que a cerveja mineira tem de tão especial quando comparada a outras cervejarias brasileiras?

Alguns dizem que nossos diferenciais são a criatividade e a originalidade. Estes componentes fazem com que os mestres cervejeiros mineiros sejam comparados aos belgas, mundialmente reconhecidos por sua liberdade criativa.  De fato, as fórmulas das cervejas locais se renovam constantemente a partir da utilização de novos ingredientes e da introdução de técnicas alternativas de fabricação, numa dinâmica capaz de criar identidade dentro da diversidade. Num mercado fortemente disputado, a vanguarda do produto mineiro, sem dúvida, contribui para a competitividade das nossas cervejarias.

Também se fala que o fato do estado produzir mais de 50 variedades de cerveja artesanal – quase metade dos 120 estilos produzidos no mundo – utilizando técnicas inspiradas em várias escolas internacionais, permite que o melhor de cada uma delas seja reproduzido no produto local.

Outro fator que contribui para o significativo crescimento das cervejas artesanais em Minas é o modelo associativo de produção. Pequenos produtores, que possuem fórmulas próprias, mas não contam com estrutura de fabricação, se associam a cervejarias maiores, terceirizando o processo produtivo. São as chamadas marcas ciganas. Este intercâmbio estabelece uma relação ganha-ganha, onde todos se beneficiam, inclusive o consumidor.

Por um motivo, por outro, ou pela conjunção de todos eles, fato é que a cerveja artesanal ocupa hoje lugar de destaque, juntamente com a cachaça, o café e o pão de queijo, no cardápio dos mineiros. O setor gastronômico agradece.

 

RÓTULOS MINEIROS PREMIADOS NO WORLD BEER AWARDS

WÄLS

Belgian Style Dubbel – Wals Dubbel (vencedor brasileiro)

Belgian Style Strong – Wäls Quadruppel (prata)

Belgium Style Tripel – Wäls Trippel (prata)

Belgiam Pale Ale – Hop Corn IPA (prata)

Imperial / Douple IPA – Wäls: Niobium (vencedor brasileiro)

Pale Ale – Gold Wäls – Verano (ouro)

Session IPA – Silver – Wäls: Session Citra (prata)

Boehmian Pilsner – Wäls (ouro)

Biére Brut – Wäls Brut (vencedor brasileiro)

 

BACKER

Barley Wine – Backer: Cabral (vencedor brasileiro)

Black Ipa – Backer Las Mafiosas Corleone (vencedor brasileiro)

Wood Aged – Backer: Três Lobos – Bravo (vencedor brasileiro)

Old Ale – Backer Reserva do Proprietário (vencedor brasileiro)

 

CAPA PRETA

Bitter Over 5% – Capapreta: English Pale Ale Extra Special Bitter (vencedor brasileiro)

Fruit & Vegetable – Capapreta: Porter Berry Raspberry Porter (ouro)

IPA – Capa Preta Melon Collie (ouro)

 

KRUG BIER

Pale Beer – Skank: Altbier (vencedor brasileiro)

Gluten Free – Submissão: Gluten free session IPA (vencedor brasileiro)

 

 

 

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *.