Nem só de boemia vive Santa Tereza. Há pouco mais de quatro meses, num dos centenários casarões da Praça Duque de Caxias, foi inaugurado o Café Divino Bistrô. O imóvel já abrigava o ateliê/loja Aluízio Casa, do designer e artista plástico Aluízio Figueiredo, um dos proprietários do Café. Aluízio e seu sócio, Carlos Altman, constataram que faltava ao bairro um local mais intimista, aos moldes das fascinantes cafeterias francesas. Foi com esta inspiração que resolveram oferecer – aos clientes da loja e ao público em geral – a possibilidade de vivenciar, num só espaço, gastronomia e arte. A conexão entre estes dois segmentos não chega a ser novidade no mercado. Bares e restaurantes em museus, livrarias e galerias de arte sempre tiveram grande receptividade do público. Neste caso, o diferencial está no somatório de vários fatores. Espaço amigável, informal, confortável e acessível, com atendimento personalizado e no aconchego de Santa Tereza, fazem do Divino um daqueles cantinhos onde nos sentimos em casa logo de cara. Aconteceu conosco, foi paixão à primeira visita.

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

A proposta do Sem Jabá é mostrar não só produtos e serviços gastronômicos, mas também os personagens em seu entorno. Portanto, antes de compartilhar a experiência, vamos conhecer um pouco nossos anfitriões. Aluízio é engenheiro civil de formação. Chegou a exercer a profissão durante alguns anos para satisfazer a vontade dos pais. Para satisfazer a si mesmo, formou-se também em artes plásticas, entregando-se integralmente ao ofício há quase duas décadas. Da infância no Vale do Jequitinhonha, ele carrega a religiosidade sertaneja. Seu trabalho é impregnado de símbolos devocionais e de tudo que remete ao sagrado. A voz tímida do artista ganha notas vibrantes ao explicar seu processo criativo; os olhos brilham ao narrar detalhes das viagens inspiradoras. É sensibilidade em potência máxima. Carlos é mais extrovertido, mas igualmente simpático e atencioso. Dublê de jornalista e empresário, divide seu tempo entre as duas atividades, dedicando a ambas o mesmo entusiasmo. A inspiração do artista e a objetividade do jornalista são ingredientes para a parceria de sucesso. Conhecidos os criadores, passemos à apresentação da criatura.

Escolhemos uma manhã de sábado para conhecer o Divino. Aluízio nos recebeu à porta com um sorriso acolhedor e nos levou para conhecer o espaço. A casa segue a tendência europeia de múltiplos ambientes integrados, onde cada cômodo tem uma funcionalidade distinta. Logo na entrada, já para mexer com o psicológico do visitante, fica o showroom do artista. São peças autorais que vão do singelo ao refinado, do utilitário ao decorativo, para clientes de bolsos cheios e os nem tanto. Em comum a todas elas: leveza, delicadeza e extremo bom gosto. Destaque para as representações de santos – em imagens e estampas – de todos os tamanhos e para todas as crenças. Aliás, a onipresença – atributo do Divino – manifesta-se não só nas várias pombas espalhadas pelos cômodos, como no próprio nome do Café. Ao lado dos símbolos de fé cristã, convivem pacificamente amuletos, talismãs e outros objetos de tradição mística, num sincretismo inusitado e harmônico.

Em outros dois ambientes funciona um brechó de artigos londrinos. São roupas e acessórios estilosos –  mix de vintage e contemporâneo – para construir aquele look hipster dos sonhos. Se você suspira por bijus e ficou carente com o fim da grife Mary Design, é mandatório visitar o bazar. As últimas preciosidades da marca estão à venda por preços mais que tentadores. Mary é irmã de Aluízio, o que confirma a tese de que talento é genético.

No quintal, um cantinho agradável e charmoso para drinks, cafés e comidinhas ao ar livre.

Feito o tour, fomos conhecer a proposta gastronômica do Divino. A sala de café é encantadora em cada detalhe. Obras do artista e objetos antigos emprestam ao ambiente um ar retrô, enquanto a seleção de jazz/blues, digna de Apolo, encanta os ouvidos. Para completar o cenário, uma vista privilegiada da praça Duque de Caxias, em plena exuberância de cores da primavera. Palco perfeito para um café. Mas não só. Um drink, uma xícara de chá, uma flute de espumante e tudo o mais que deixa a gente feliz super combina com a atmosfera do lugar. Pedimos uma garrafa de vinho. Mas não só. Impossível resistir ao apelo dos drinks recém lançados. Experimentamos três: o Divino Drink (vinho frisante, suco de pêssego, sprite e gelo), o Divino Hibiscus (frisante, chá de hibisco e gelo) e o Divino Blue (vodka com blueberry, suco de limão e gelo). Reconhecemos que não temos maturidade para escolher o melhor. Para beliscar e não comprometer o almoço, fomos de brusquetas (caprese e geleia de damasco). Leves, crocantes e deliciosas.

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

O cardápio está em fase de montagem. As opções vão sendo criadas e testadas, permanecendo as que mais agradam os clientes. Atualmente conta com sanduíches artesanais, quiches, tortas, bolos, frapês, sorvetes e brownies, entre outras. Os preços são bastante acessíveis, o que democratiza o prazer de comer bem e de ser bem servido.

Parte do projeto foi entregue. E muito bem entregue. O Café está de portas abertas com qualidade indiscutível. Que venha logo o Bistrô! O planejamento está pronto e já nos seduziu. As refeições serão servidas no sistema formule du jour, mantendo a inspiração francesa. Como não desejar um menu diário – entrada, prato principal e sobremesa – por um precinho amigo? Ficamos torcendo para que os sócios consigam cumprir rapidamente a complexa tramitação burocrática, exigida para o funcionamento de uma cozinha comercial.

Ao pagar a conta das comprinhas no showroom e no bazar, e do consumo no Café, nos identificamos e informamos que faríamos este post. Aluízio abriu novamente aquele sorriso cativante, como se dissesse: “quando a gente coloca amor no que faz, o resultado é esse”. Só falta você ir lá comprovar o que já sabemos: o artista está certíssimo.

Serviço:
Café Divino Bistrô
Praça Duque de Caxias, 316, Santa Tereza/BH
Horário: quarta a sexta-feira, das 17h às 21h. Sábado, das 10h às 20h.
(31) 3463-3111

Veja mais fotos:

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

Divulgação – Café Divino Bistrô

   

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *.