TÍTULO

Comida como cultura

AUTOR

Massimo Montanari

TRADUÇÃO

Letícia Martins de Andrade

EDITORA

Senac São Paulo

2ª EDIÇÃO: 2013

NOTA DA EDIÇÃO BRASILEIRA

“Decididamente o estar no mundo sempre exigiu da espécie humana a adaptação dos elementos da natureza às suas necessidades. E alimentação tem papel fundamento no desenvolvimentos dos diferentes grupos humanos, sendo responsável, na verdade, pela própria fundação da cultura, ou das várias culturas estabelecidas pelas sociedades. A comida é expressão da cultura não só quando produzida, mas também quando preparada e consumida. Segundo o historiador italiano Massimo Montanari, as pessoas não fazem uso apenas do que é oferecido pela natureza, mas criam seus próprios alimentos, preparam-nos por meio de técnicas – hoje bastante sofisticadas – e não comem qualquer coisa, mas escolhem o que lhes convêm segundo critérios também culturais. Comida como cultura é assim um livro essencial para aqueles que buscam compreender melhor esse ser que se entende antes de tudo como “ser social”, cuja identidade é o resultado de um intenso entrecruzamento desenvolvido ao longo da história.” (pag.9)

POR QUE RECOMENDAMOS

A primeira vez que lemos Comida como cultura foi em 2013, ano do lançamento da 2ª edição. De lá para cá, ele se tornou um dos nossos livros de cabeceira, estando sempre à mão na hora de preparar textos e palestras. Nestas férias, resolvemos revisitá-lo sem outro interesse específico além do prazer da boa leitura, feita com calma e de maneira linear, e não com o folhear rápido de páginas à procura de sustentação teórica para argumentos preconcebidos.

Para nós, no que se refere à cultura, conhecer o novo e revisitar o antigo são duas paixões distintas em relação às quais não é possível estabelecer preferência. Conhecer uma obra nova é como passar por uma estrada pela primeira vez. A curiosidade pelo desconhecido e a emoção da descoberta nos estimula e encanta. Da mesma forma – e em igual intensidade – também somos seduzidos pelas boas lembranças do que vimos, lemos, ouvimos e comemos nas estradas já percorridas. Isto porque não há sensação de deja vu diante de uma obra pelo simples fato de que experiências culturais nunca se repetem.

Exemplo disto foi a releitura do Comida como cultura cinco anos depois. O texto continua o mesmo, mas nosso lugar de leitura hoje é outro. Refletimos sobre inúmeros aspectos que passaram despercebidos às nossas lentes de observador na primeira vez. Talvez porque este seja um daqueles “poucos livros totais”, que precisam ser relidos, “sempre e sempre, com obtusa pertinácia”, conforme definiu Nelson Rodrigues. Embora apresentado de forma acessível, seu conteúdo é denso, o que nos leva a múltiplas reflexões sobre o significado cultural da comida. Tais reflexões podem ser aprofundadas a cada vez que recorremos ao livro com uma bagagem maior de conhecimento teórico ou de experiência empírica.

Vamos, então, a uma breve sinopse da obra.

SINOPSE

O historiador Massimo Montanari faz uma síntese dos temas centrais da história da alimentação – de forma forma articulada e precisa – ao longo dos quatro capítulos do livro. O primeiro deles, intitulado “fabricar a própria comida”, aborda a relação ancestral homem/território/cultura e os conflitos sociais, culturais e ambientais inerentes à passagem de uma “economia de predação” para uma “economia de produção”. Povos caçadores e coletores – que se alimentavam de recursos naturais – cedem lugar aos povos agrícolas, responsáveis pela fabricação artificial de sua comida. Os obstáculos de tempo (sazonalidade dos alimentos) e espaço (restrições de território) deram origem ao tensionamento entre grupos sociais com interesses conflitantes. Enquanto aos mais pobres faltava alimento para fins de subsistência, os mais abastados o estocava para fins comerciais. Estava instaurada a luta de classes baseada no controle do alimento.

Em a invenção da cozinha, o autor distingue o homem dos outros animais pelo fato de que somente ele é capaz de fazer cozinha, ou seja, transformar o produto natural em algo diverso. Cita a introdução do fogo como elemento primordial da diversidade alimentar dos humanos, mas explica que o ato culinário não pressupõe necessariamente o uso do fogo (técnica japonesa de preparo de peixe cru). Define a cozinha como “conjunto de técnicas dirigidas à preparação do alimento. Tangencia a questão de gênero, ao mostrar que, historicamente, a cozinha muda de sexo quando sai do ambiente doméstico: de prática eminentemente feminina passa a ser um ofício exercido principalmente por homens. Aborda a questão da “anticozinha”, dando como exemplo o crudivorismo (dieta que utiliza exclusivamente alimentos crus) para pontuar que, ainda assim, trata-se de um comportamento alimentar impregnado de cultura. Finaliza o capítulo com o pseudo conflito entre prazer e saúde, contrapondo a ideia de que o prazer é saudável ou “o que agrada faz bem”.

O terceiro capítulo, sob o título de o prazer (e o dever) da escolha, reforça as duas naturezas do gosto (sabor e saber) para concluir que se trata de um produto sociocultural. Divaga sobre a moda atual da cozinha “histórica” para dizer que se trata de uma experiência gastronômica limitada, tendo em vista a impossibilidade de se reconstituir as sensações de um tempo. Critica o chamado “revival folclórico”, movimento que tenta recuperar o passado descaracterizando seu significado. A relação entre o quanto comemos e o que comemos aparece no livro sob a perspectiva comportamental e social. O autor afirma que a quantidade exprime um “comportamento de classe”, enquanto a qualidade tem conexão direta com o pertencimento (identidade) social. A comida de calendário, ou aquela tradicionalmente servida em determinadas datas, perde espaço no mundo atual. O autor aponta como possíveis razões o abandono de determinadas simbologias (cordeiro na Páscoa) e o fato de que muitas comidas de calendário hoje estão disponíveis o ano todo (panetone). Demonstra que a regionalidade da comida tem registros históricos desde antes de Cristo e que o novo é a “cultura de território” ou a procura pelo comer local. Como último tópico, trata do aparente paradoxo entre o local e o global. Conclui afirmando que o modelo de consumo global pode coexistir pacificamente com a singularidade do local, fundando o fenômeno da glocalização.

O último capítulo, comida, linguagem, identidade, aborda a partilha do alimento (comer junto), o léxico da comida (elementos que compõem uma estrutura de linguagem da comida), as substituições e incorporações (alterações que modificam um determinado sistema alimentar ou criam um novo), a identidade e a troca (comida é cultura; cultura é produto da história; a troca modifica a identidade), as raízes (mito do ponto de partida; a identidade está no final do percurso). Encerrando o capítulo, o guia à leitura, valiosa lista de referências bibliográficas dos temas tratados no livro.

MARCAÇÕES DO OPS

“Comida é cultura quando produzida, porque o homem não utiliza apenas o que encontra na natureza (como fazem todas as outras espécies animais), mas ambiciona também criar a própria comida, sobrepondo a atividade de produção à de predação.” (pag.16)

“Os métodos de conservação dos alimentos, aprimorados pelo impulso da fome, rapidamente ultrapassam tal dimensão com um tipo de transferência tecnológica que os viu aplicados à alta gastronomia: assim nasceram muitos “produtos típicos” que constituem uma parte decisiva do nosso patrimônio gastronômico. Revelam-se, dessa forma, vínculos talvez insuspeitos entre o mundo da fome e o mundo do prazer.” (pag.41)

“… médico e cozinheiro são duas faces de um mesmo saber.” (pag.88)

“A comida não é “boa” ou “ruim” por si só: alguém nos ensinou a reconhecê-la como tal. O órgão do gosto não é a língua, mas o cérebro, um órgão culturalmente (e, por isso, historicamente) determinado , por meio do qual se aprendem e transmitem critérios de valoração.” (pag.95)

“… se quisermos falar dos “modelos do gosto”, de como eles se formam e se modificam no tempo, uma pergunta que não podemos deixar de fazer é: o gosto de quem? Está bem claro, de fato, que a fome (de muitos) e a abundância (de poucos) dificilmente levam às mesmas escolhas.” (pag. 109)

“… se invertemos o ponto de vista social de referência e passamos do contexto da pobreza ao da riqueza, o mecanismo de formação do gosto parece, também ele, inverter-se. Objeto de desejo não é mais o alimento abundante, mas o raro; não aquele que enche e faz passar a fome, mas aquele que estimula e convida a comer mais.” (pag. 111)

“Na Idade Média, ninguém poderia ter pensado em uma “comida de território”, porque a noção de território anula, ou pelo menos enfraquece, as diferenças sociais. No momento em que o paradigma da cozinha se torna o espaço, todos (em teoria) podem ocupá-lo, o senhor e o cidadão, exatamente como o camponês.” (pag.143)


Compartilhar:

110 comentários

  1. how to get help in windows 10 29 maio, 2019 at 00:45 Responder

    Please let me know if you’re looking for a article author
    for your site. You have some really good posts and I believe I would
    be a good asset. If you ever want to take some
    of the load off, I’d really like to write some content for
    your blog in exchange for a link back to
    mine. Please send me an email if interested. Thank you!

  2. gamefly free trial 3 junho, 2019 at 11:39 Responder

    Having read this I believed it was extremely informative.
    I appreciate you taking the time and effort to put this information together.
    I once again find myself personally spending way too much time both reading and posting comments.
    But so what, it was still worthwhile!

  3. gamefly free trial 4 junho, 2019 at 18:19 Responder

    Just desire to say your article is as astounding. The clearness in your post
    is simply nice and i could assume you’re an expert on this subject.
    Fine with your permission allow me to grab your RSS feed to keep updated with forthcoming post.
    Thanks a million and please keep up the enjoyable work.

  4. gamefly free trial 6 junho, 2019 at 13:50 Responder

    Pretty great post. I just stumbled upon your blog and wished
    to say that I’ve truly enjoyed browsing your weblog
    posts. In any case I’ll be subscribing to your rss feed and I hope you write once more soon!

  5. gamefly free trial 7 junho, 2019 at 09:55 Responder

    I am really loving the theme/design of your weblog.
    Do you ever run into any web browser compatibility
    issues? A couple of my blog audience have complained about my blog not operating correctly in Explorer but looks great in Safari.
    Do you have any recommendations to help fix this problem?

  6. spiderman games ps4 8 junho, 2019 at 08:18 Responder

    Wonderful work! This is the kind of information that should
    be shared across the internet. Disgrace on the seek
    engines for now not positioning this post higher! Come on over and discuss with my web site .

    Thanks =)

  7. tinyurl.com 8 junho, 2019 at 23:28 Responder

    Hello, i think that i saw you visited my blog so
    i came to “return the favor”.I’m trying to find things to improve my website!I suppose
    its ok to use a few of your ideas!!

  8. tinyurl.com 9 junho, 2019 at 08:46 Responder

    What i do not understood is if truth be told how you’re
    not really a lot more smartly-favored than you might be now.

    You are very intelligent. You already know thus significantly in relation to this topic, made me
    personally believe it from numerous varied angles.
    Its like women and men aren’t fascinated except it’s something to accomplish with Girl gaga!
    Your individual stuffs great. At all times take care of it up!

  9. playstation 4 best games ever made 2019 11 junho, 2019 at 22:48 Responder

    Howdy! I realize this is somewhat off-topic however I had to ask.

    Does operating a well-established blog such as yours require a lot of
    work? I am completely new to writing a blog however I do
    write in my journal on a daily basis. I’d like to start a
    blog so I can easily share my experience and feelings online.
    Please let me know if you have any recommendations or tips for
    new aspiring blog owners. Appreciate it!

  10. click resources 12 junho, 2019 at 18:29 Responder

    I simply want to tell you that I am just all new to blogging and truly liked your web page. Likely I’m going to bookmark your blog post . You really have awesome article content. Cheers for sharing your web page.

  11. quest bars cheap 14 junho, 2019 at 07:48 Responder

    I absolutely love your blog and find nearly all of your post’s to be
    exactly what I’m looking for. Would you offer guest writers
    to write content for you personally? I wouldn’t mind composing a
    post or elaborating on most of the subjects you write concerning here.
    Again, awesome weblog!

  12. quest bars cheap 15 junho, 2019 at 02:19 Responder

    Hi there this is kinda of off topic but I was wondering if blogs
    use WYSIWYG editors or if you have to manually code with HTML.
    I’m starting a blog soon but have no coding knowledge so I wanted
    to get advice from someone with experience. Any help would be
    greatly appreciated!

  13. quest bars 16 junho, 2019 at 13:21 Responder

    Wow that was unusual. I just wrote an very long comment but after
    I clicked submit my comment didn’t show up. Grrrr…
    well I’m not writing all that over again. Regardless,
    just wanted to say wonderful blog!

  14. tinyurl.com 17 junho, 2019 at 19:17 Responder

    My developer is trying to persuade me to move to .net from PHP.
    I have always disliked the idea because of the costs.
    But he’s tryiong none the less. I’ve been using WordPress on numerous websites for about a year and am worried about switching to
    another platform. I have heard excellent things about blogengine.net.
    Is there a way I can transfer all my wordpress content into
    it? Any help would be really appreciated!

  15. tinyurl.com 19 junho, 2019 at 01:16 Responder

    We’re a gaggle of volunteers and starting a new scheme in our community.
    Your web site provided us with helpful info to work on. You’ve performed a
    formidable activity and our entire community can be thankful to you.

  16. Lucio Batkin 28 junho, 2019 at 08:39 Responder

    I’m also commenting to make you understand what a awesome experience our daughter had reading your site. She noticed plenty of things, with the inclusion of how it is like to have a great coaching style to have men and women clearly know just exactly several complex matters. You truly exceeded people’s expectations. Thanks for showing such invaluable, safe, revealing as well as cool guidance on this topic to Emily.

  17. how to get help in windows 10 16 julho, 2019 at 08:21 Responder

    Hi I am so delighted I found your blog page, I really found you by accident, while I was looking on Digg for something else, Anyhow I am here now and would just like
    to say thanks a lot for a fantastic post and a
    all round enjoyable blog (I also love the theme/design), I don’t have time to
    go through it all at the minute but I have book-marked it and also added in your RSS feeds, so when I have time I will
    be back to read more, Please do keep up the superb work.

  18. how to get help in windows 10 16 julho, 2019 at 21:47 Responder

    An outstanding share! I’ve just forwarded this onto a friend who had
    been doing a little homework on this. And he actually ordered me breakfast simply because I
    stumbled upon it for him… lol. So let me reword this….
    Thanks for the meal!! But yeah, thanks for
    spending the time to discuss this subject here on your website.

  19. how to get help in windows 10 17 julho, 2019 at 18:31 Responder

    Please let me know if you’re looking for a author for your weblog.
    You have some really great articles and I think I
    would be a good asset. If you ever want to take some of the load off, I’d absolutely love to write some content for
    your blog in exchange for a link back to mine. Please send
    me an email if interested. Cheers!

  20. plenty of fish dating site 19 julho, 2019 at 03:29 Responder

    Oh my goodness! Incredible article dude! Thank you,
    However I am having issues with your RSS. I don’t understand the reason why I
    can’t subscribe to it. Is there anyone else having identical RSS problems?
    Anybody who knows the solution can you kindly respond?
    Thanx!!

  21. plenty of fish dating site 19 julho, 2019 at 12:22 Responder

    Having read this I believed it was very informative.
    I appreciate you finding the time and energy to put this short article together.
    I once again find myself personally spending a lot
    of time both reading and posting comments. But so
    what, it was still worth it!

  22. how to get help in windows 10 20 julho, 2019 at 03:46 Responder

    You really make it seem so easy with your presentation but I find this matter to be actually something that I think I would never
    understand. It seems too complex and very broad for me.
    I am looking forward for your next post, I’ll
    try to get the hang of it!

  23. how to get help in windows 10 21 julho, 2019 at 00:17 Responder

    I loved as much as you’ll receive carried out right here.
    The sketch is attractive, your authored material stylish.
    nonetheless, you command get bought an impatience over that you wish be delivering the following.
    unwell unquestionably come more formerly again as
    exactly the same nearly very often inside case you shield this
    hike.

  24. natalielise 22 julho, 2019 at 15:53 Responder

    Hello there! This article could not be written much better!
    Looking through this article reminds me of my previous roommate!
    He constantly kept talking about this. I’ll send this post to him.
    Pretty sure he’s going to have a great read. Many thanks for sharing!

    natalielise plenty of fish

  25. smore.com 26 julho, 2019 at 02:10 Responder

    Hey! Someone in my Facebook group shared this site with us so I came to look it over.
    I’m definitely enjoying the information. I’m bookmarking and will be
    tweeting this to my followers! Fantastic blog and great
    design and style. natalielise plenty of fish

  26. plenty of fish 31 julho, 2019 at 11:22 Responder

    Write more, thats all I have to say. Literally, it seems as though you relied on the video to make your point.
    You obviously know what youre talking about, why waste your intelligence on just posting videos
    to your site when you could be giving us something enlightening to read?

  27. pof 31 julho, 2019 at 17:59 Responder

    Nice post. I was checking continuously this weblog and I
    am impressed! Very helpful information specially the final phase 🙂
    I deal with such info a lot. I used to be seeking this certain info for a long
    time. Thank you and best of luck.

  28. dating site 1 agosto, 2019 at 05:11 Responder

    My brother suggested I might like this web site.
    He was entirely right. This post actually made my day.

    You can not imagine simply how much time I had spent for this information! Thanks!

  29. this link 17 agosto, 2019 at 17:59 Responder

    I just want to say I am beginner to blogs and seriously liked you’re web blog. More than likely I’m want to bookmark your blog . You definitely come with remarkable well written articles. With thanks for sharing your web-site.

  30. minecraft games 18 agosto, 2019 at 20:06 Responder

    This is really interesting, You are a very skilled blogger.
    I have joined your feed and look forward to seeking more of your excellent post.
    Also, I have shared your site in my social networks!

  31. descargar facebook 19 agosto, 2019 at 17:04 Responder

    Hey I know this is off topic but I was wondering
    if you knew of any widgets I could add to my blog that automatically tweet my newest
    twitter updates. I’ve been looking for a plug-in like this for quite some time and was hoping maybe you would have some experience
    with something like this. Please let me know if you run into anything.
    I truly enjoy reading your blog and I look forward to your new updates.

  32. John Deere Repair Manuals 20 agosto, 2019 at 16:39 Responder

    You really make it seem really easy together with your presentation however I find this matter to be really one thing which I think I might by no means understand. It seems too complicated and extremely wide for me. I’m having a look forward to your next submit, I will attempt to get the grasp of it!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *.